segunda-feira, 12 de outubro de 2015

ASSADO DE PANELA – LOMBO DOURADO.

ASSADO DE PANELA – LOMBO DOURADO.
UM ALMOÇO DE SEGUNDA.
12/10/2015



Mas ... não uma segunda qualquer. Hoje é dia das crianças e ao mesmo tempo em que o maior tesouro do mundo é celebrado, não podemos esquecer as violações constantes e os assuntos dos quais a sociedade como um todo passa por cima, culpabiliza e faz de conta que não existem.

Muitas das questões ciganas, se discute assim, em volta da mesa, numa roda de iguais e diferentes. Garcia Lorca cansou de dizer que acreditava fielmente; que a inveja daqueles olhos e daquela liberdade eram sem dúvida uma das maiores complicações que uma cigana poderia achar ... acontece né!

Bom, hoje falamos deles, meninos e meninas de etnia Rromani, crianças de todos nós.
Na cozinha se prepara um lombo de porco ou uma manta dourada de panela. A receita vem de muitos anos, então, vale a pena anotar. Como nossa avó dizia: hoje faço um assado de panela.

3 dentes de alho amassados,
1 cebola branca picada em quadrados bem pequenos (a cebola branca derrete e desaparece na comida);
1 lombo de porco inteiro (grande) – corte-o ao meio, como se fosse dois grandes bifes.



Misture 2 colheres de azeite, sal a gosto, 1 pimenta de cheiro verde, o alho e a cebola. Junte agora 2 colheres de sopa de geleia de cebola caramelizada, raspas de gengibre (a gosto), o suco de 1 limão – hoje usamos o siciliano.





Pronto, leve a panela ao fogo médio. Tudo isso vai dourar e depois acrescente devagar água, aos poucos. Esse prato demora mais ou menos 1 hora pra ficar pronto, mas o cheiro é de matar qualquer um, então um bom queijo e azeitonas, acompanhadas de pão fresco, abrem as conversas.


‘Os dados sobre crianças e adolescentes no Brasil – relativo aos meninos e meninas ciganas, são inócuos. Tópicos de tradição, condutas internas das famílias e casamento são sempre assuntos quentes e ao mesmo tempo recheados de expectativa. A maior delas é que cresçam saudáveis, junto das famílias, que façam um bom casamento e que a manutenção e a geração futura se estabeleça de forma ordenada e positiva’.

Dentro de casa, a conversa é uma, no mundo a conversa não existe. O novo programa europeu para a Rroma prevê a Educação como carro chefe. No Brasil precisamos afinar as conversar e entrar de cheio na base dessas construções. A educação realmente abre portas e essas não poderão mais ser fechadas. Um caminho longo, que vale a pena ser traçado, vale a pena ser encorajado, no combate ao desconhecido – onde o folclore avança, muitos se posicionam contrário a tudo isso. No final do almoço, se levanta uma questão super importante: “Existe um risco eminente e sempre presente nas abordagens dos não ciganos em relação a rroma; onde a cultura do outro sempre deve ceder, retirando os princípios básicos de uma vida voltada para dentro da etnia; sua preservação sempre passa pelo “abrir mão de ...”. A mulher que opta pelo estudo, o homem que resolve avançar nos estudos, passa ainda no Brasil e em outros países pela dificuldade de manter o equilíbrio entre existir enquanto rom, existir enquanto pessoa pública, num mundo absurdamente diferente e ser de forma plena, um cidadão ou uma cidadã que transita entre dois mundos e que na maioria das vezes, opta por criar o menor barulho possível, na busca de simplesmente viver.

Inserir e ser inserido, não constituiu a vontade absoluta, na maioria das vezes se acredita que a perda da identidade Rromani, se deriva exatamente de um aculturamento, onde acaba por se perder boa parte do conjunto de valores (rromanipen) ou se abrem  caminhos onde o exótico e o pitoresco se revelam como o grande inimigo de um futuro possível.  

ASSADO DE PANELA
SERVIDO EM CAMA DE PURÊ



500 grs de abóbora baiana, cortada,
2 batatas grandes descascadas e cortadas,
1 cebola cortada;
Salsinha e cebolinha,
Sal a gosto;
3 litros de água.




Coloque pra ferver, tudo junto. Coe e amasse no espremedor de batatas. Coloque numa panela, duas colheres de sopa de azeite e uma de manteiga, despeje a massa do purê. Acrescente 200 grs de nata fresca sem o soro e 150 grs de catupiry culinário.



Abaixe o fogo e mistura até que o creme esteja no ponto de servir. A consistência é cremosa. Verifique o sal.


Aqui servimos acompanhado por arroz de alho e brócolis.



A conversa é pra muitos almoços, sendo que já marcamos os próximos. Entre uma conversa e outra, vamos retirando pedras e plantando roseiras.

Cozinha dos Vurdóns

10 comentários:

  1. ~ ~ ~
    ~~~~~ Dias felizes. ~~~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde e boa mesa! Senti o perfume daqui!
    Purê de abóbora nunca fiz e achei a combinação excelente, pois o sabor adocicado da abóbora fica ótimo com a carne de porco.
    Um beijo queridas s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois vai amar, temos certeza disso.
      bjs muitos e saudades também.

      Excluir
    2. São sempre boas estas receitas, Glória...Feitas com amor e sabedoria....beijos

      Excluir
    3. É o que eu sinto lindo Falcão! Todas as receitas excelentes.
      Um beijo a todas.

      Excluir
  3. Queridas amigas, estive por longe! Volámos a ver a Itália - tão saudosa. Desta vez Veneza e Trieste. Muito sossego e calma, muitos cafés bonitos em Trieste, mar e barcos. Muita gente em Veneza! mesmo assim foi bom rever, é sempre única.
    Um grande beijo para as minhas 7 amigas especiais
    beijo do falcão fugitivo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem como fugir o nosso coração.

      Trieste ... não me mate de saudade, com o euro a explodir em nosso país, quem sabe ano que vem.

      bjs muitos

      Excluir

Sejam todos bem vindos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SOU CIGANO - Bruno Gonçalves