BOLO DE FUBÁ E BOLO DE QUEIJO EM MAIS UMA: CONVERSAS NA COZINHA DOS VURDÓNS


*BOLO DE FUBÁ MINEIRO

Ingredientes

2 copos de fubá
1 copo de milho verde
2 copos de açúcar
2 copos de leite
1/2 copo de óleo
4 ovos 
2 colheres de sopa de fermento
Açúcar e canela para polvilhar – opcional (não colocamos nesse).

Modo de Preparo: Faça uma espécie de mingau com o fubá, o açúcar, o leite e o óleo. Depois deixe esfriar.

Reserve. Bata as claras em neve, junte as gemas e incorpore  ao mingau. Não bata, apenas misture. Acrescente o milho verde e continue mexendo delicadamente. Coloque o fermento e misture... Sem bater.

Leve pra assar no forno que já deve estar aquecido e em temperatura mediana – usamos 200graus.
Dica: abrir o forno, só depois de 10 minutos tá?
Após assado, polvilhe com açúcar e canela e recoloque no forno apagado, mas ainda quente! Não fizemos assim desta vez, mas fica divino.


*BOLO DE QUEIJO

Ingredientes
1/2 copo de óleo de soja (ou de milho)
1/2 copo de leite e 4 ovos
1 copo de requeijão cremoso
1 ½ copo de queijo CURADO e ralado
2 copos cheios de polvilho doce
1 copo de maisena
1 colher de sopa cheia de Pó Royal
1 colher de chá de sal
Como Fazer

Bata bem todos os ingredientes no liquidificador ou em batedeira, mas deixe para acrescentar o queijo ralado no final e misture com uma colher.

Despejar a massa em forma com furo central, untada e enfarinhada.
Bom, agora é só levar ao forno quente (mas, já aquecido) e sair pro abraço, ele fica douradinho por cima.


Uma boa dica é não esperar esfriar para desenformar. Faça isso com ele morno. Levar ao forno pré-aquecido até que o bolo fique dourado.
Desenforme morno.

Uma vitória de toda a humanidade


da net
esses braços são de uma mulher romani, em breve reconhecerão que haviam ciganos lá e que os separaram de seus pais... por hora, começaram a contar a parte da história que permanecia escondida.


Bruxelas reconheceu o seu papel no Holocausto e na deportação de milhares de judeus  - clique no título.  

A cidade de Bruxelas reconheceu, este domingo, oficialmente o seu papel de cumplicidade na deportação de milhares de judeus para campos de concentração nazis durante a Segunda Guerra Mundial...
Dos 56 mil judeus que se estimava viverem na Bélgica no início da guerra, cerca de 25 mil foram deportados para Auschwitz. Apenas 1.200 sobreviveram.

 A marcha em Madri - por um mundo que respeite as diferenças.
1º se setembro gitano - contra a rromafobia, na europa e no mundo.

Cozinha dos Vurdóns

Comentários

  1. Oi gente!

    Vitórias, reconhecimentos. Toda luda propicia conquistas, eu acredito! Eu acredito muito em mudanças, não sem empenho e dedicação. Mas, mudanças paulatinas ocorrerão.

    Sabe no que penso sempre? Porque no currículo da disciplina história das series fundamentais e médias, não se estuda a história do povo cigano? O holocausto cigano, a cultura, como é feito com a história do povo negro, a escravidão, o holocausto judeu, estes temas são matérias escolares e isso muito contribui para o conhecimento e a quebra de preconceitos, porque dos Romá não se fala, porque ninguém cobra dos órgãos de educação a inclusão nos currículos de história , se houvesse uma pressão sobre a secretaria de educação creio que não poderiam se esquivar de contar a história de um dos povos brasileiros, o único que não figura nos livros escolares. Educando as crianças e apresentando-lhes o que desconhecem pode facilitar as coisas.

    Esses bolos estão maravilhosos e ambas as receitas bem diferentes. O que mais se tem por aqui é bolo de fubá, é tão corriqueiro como pão de queijo, mas este está diferente, com parte dos ingredientes cozidos e misturando milho à massa, vou fazer, mas tive uma dúvida: mistura-se o milho batido ou em grãos? Suponho ser batido, põe parte do leite nele para bate-lo?

    O bolo de queijo com requeijão e com polvilho também é diferente das receitas que conheço.

    Vou testar ambas!

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Van, a AMSK já solicitou ao Ministério essa inclusão, formalmente e as coisas vão andar. Existem tramites que devem ser cumpridos e isso é muito importante pois garante a qualidade do que será exposto... Vamos lutando, torce aí.

      Quanto ao milho, nós ralamos, mas pode bater sim, com um pouco do leite. O de queijo é divino, é como um pão de queijo elaborado, fica muito bom, porque acaba sendo um bolo salgado.

      Quando existe invisibilidade é assim mesmo, parece que nem existimos. O projeto Kalinka serviu de material para solicitarmos a inclusão da história dos ciganos nos livros didáticos brasileiros - de 1 a 4º série.

      um beijo grande,
      nosso

      Excluir
    2. ah bom! Que bacana!

      A primeira vez que ouvi falar de vocês foi através do projeto Kalinka, o Cigano postou sobre ele e eu comentei o post, tinha acabado de conhecer o Canto Cigano e foi a minha primeira ou segunda leitura lá, na época não conhecia nada da etnia ou da luta de vocês, este foi o meu primeiro contato com ela, mas entendi quando li o post do Cigano que se tratava de melhores condições para as crianças ciganas nas escolas de primeiras séries,algo como maior preparo dos profissionais que lidam com eles.

      Vocês não dormem no ponto e já foram ao ponto da questão, a educação.

      Promovendo a igualdade entre os povos principalmente no tocante à valorização idêntica da história de todos os povos que constituíram esta nação, e, é verdade que isto é um processo que deve ser bem engendrado e preparado para surtir o efeito necessário e os tramites devem ser todos cumpridos.

      Não existe a possibilidade das coisas não mudarem, este caminho que vocês buscam é irreversível, a luta dia após dia propiciará todas as conquistas, tais como o povo negro ou os judeus já obtiveram, os ciganos também obterão seus direitos e o respeito da sociedade, o posicionamento e a organização de vocês e de todos os que os representam os levará às conquistas, porque são justas e cobra-las das autoridades significa expor que alguns direitos humanos estão sendo desrespeitados, portanto não há como serem negados se o posicionamento continuar e a caminhada permanecer de geração para geração. Ainda comemorarei esta conquista do currículo escolar com vocês, e muitas outras.

      Obrigada pela informação, conto como ficou quamdo fizer os dois bolos :)

      Beijos

      Excluir
    3. Dzorlo angali querida - um abraço forte, de todas nós e tenha a certeza de que essa e outras conquistas serão sempre de todos nós.

      O caminho é feito de forma tranquila porque não queremos e nem procuramos o aparecimento imediato, daquele que a chuva carrega quando chega.
      O povo romani, aqui e em outros países sofre com a perseguição e acumula a trajetória do medo. O medo que faz com que muitos pensem que nada vai mudar, que sempre serão tristes e solitários, que a discriminação não tem quem a combata.

      Quando todos compreenderem que juntos podem mudar o mundo e as próprias vidas, sem que com isso percam a identidade cultural, quando o governo compreender que não se mata uma cultura, pois essa alimenta a riqueza da nação, estaremos no caminho certo e isso já começou a acontecer.

      Não existe volta amiga e dentro do seu ilô e do nosso, sabemos disso e é isso que nos mantêm em pé. A fé.

      Que Sara a guarde na palma da sua mão.

      bjs nossos

      Excluir
  2. Delícia de bolos!Vou tentar fazer o de queijo,parece étimo!No meio de tantas coisas más que está acontecendo pelo mundo.uma coisa boa:a marcha dos Rhons em Madri! Ophré, Romale !Saudades de sua presença nos meus blogs...Mas,eu sempre acho um tempinho para vir visitar esta simpática cozinha!Ando Sara!Dzorlo Angali!Devlesa!

    ResponderExcluir
  3. Dzorlo angali, sastipê Cezarina, vamos sempre sim, mas preferimos encaminhar suas matérias no twitter e no G+, a marcha foi boa e vamos avançando um pouco de cada lado, isso é bom.

    bjs muitos e sempre querida, impossível esquecê-la.

    bjs nossos

    ResponderExcluir
  4. " AS COISAS VÃO ANDAR".
    Soa bonito, soa a Esperança, a Fé e a Coragem.
    Oxalá seja certo, tenho a certeza que assim será.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. AS COISAS ESTÃO ANDANDO MARIA... yes. Devagar, as vezes no arrasto, mas anda.

    bjs muitos querida amiga.

    ResponderExcluir
  6. SASTIPÊ! Amigas queridas, me esqueci de avisar-lhes que "roubei" o vídeo EU SOU CIGANO...rsrsrs.Mil desculpas pelo esquecimento! Ertiçarma,Veri! Ando Sara!Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui vc não rouba nada,a cozinha é sua.
      bjs muitos

      Excluir
  7. Amigas Vurdóns,
    Cheira tão bem esta cozinha. Também eu ando arredada da blogosfera e possivelmente pelos mesmos motivos, trabalho. :)
    Gostei muito destas receitas apetitosas mas mais ainda das notícias que vieram de Bruxelas. Reconhecer é um passo para a mudança!
    9 beijinhos especiais. Vou levar as receitas! :))))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Adoro quando vc sente o cheiro das comidas por aqui. Reconhecer é o caminho da solução. Pode levar a cozinha toda se quiser.

      bjs de todas nós e adelante

      Excluir
  8. Um beijinho para todas.
    O bolo parece muito bom.
    As notícias são animadoras. E fico contente por vocês que começam a ver algum fruto do vosso trabalho e por mim e por todos que podem ter um mundo melhor.

    Beijinhos para todas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu contentamento é o nosso também Isabel. Obrigada querida,

      bjs nossos

      Excluir
  9. Uma dúvida: o BOLO DE QUEIJO é um bolo salgado?

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sejam todos bem vindos.

Postagens mais visitadas