SAMOSAS, POORIS E NOSSO AMIGO MANUEL POPPE

Manuel, essa imagem nos lembrará sempre você.
"ANJOS DA GUARDA"- Manuel Poppe
Muito se conversa numa cozinha, muito se relembra e se pensa. Numa cozinha rhomá, cada alimento tem o seu sentido, cada qual gosta de alguma coisa e esses são pequenos cuidados e pequenos carinhos que fazem parte do dia a dia. Acreditamos que isso aconteça em todas as cozinhas ou na maioria delas. A grande diferença é que dizemos isso. Dizer os sentimentos, demonstrá-los e trazê-lo pro dia a dia, muitas vezes não é fácil. É como dar um beijo a distância e sussurar ao vento: temos você gravado no pensamento e no coração. Outra coisa que poucos sabem é que para o povo cigano a comida é uma dádiva, uma benção, um presente ... a fome não nos é estranha nem irreal, faz parte da educação de todo cigano que se preze, seja de que tribo ou clã pertencer.

Manuel Poppe
Hoje nos lembramos do Manuel, menino, perto do acampamento, pequenino que era, na sua querida e amada Guarda - PT, da coragem naqueles tempos, ingênua e sutil lembrança, que guardaria até nos encontrarmos no Café Nicola em maio de 2011. Recordamos os livros que ganhamos autografados, dele e da Falcão. No meio disso tudo, uma rápida leitura de mão, corajoso nosso amigo, mas não fomos nós que lemos, ele leu. 

Do abraço sincero, não nos viramos para nos despedir. O veremos denovo, mais uma vez que seja, e falaremos de pensamento, mundo, vida, samosas e esperança. Esse é pra nós um pedaço, um trecho da vida de cada uma, que ficará marcado para sempre.


 Dono de uma sensibilidade enorme, de uma vívida relação humana e senso crítico, te deixamos samosas - pequenos pastéis indianos. Se estivesse aqui ou nós aí, teríamos virado a noite a conversar e a brincar. E qual criança não gosta de samosas??? ou pastéis???

Samosas com recheio de ervilha e batata, creme fresco e pepinos.
Samosas são pasteizinhos ... a grosso modo de dizer e pooris são pães, petiscos simples, entretanto são comuns na Índia como pra nós é o pastel.

SAMOSAS

300g de farinha de trigo (mais de 1/3 do pacote comum de farinha) – sem fermento,
15g de manteiga (umas 3 colheres de sopa cheia) com sal e na temperatura ambiente,
Óleo para fritar e uma pouca quantidade para a superfície da massa.

Samosas em rolo recheadas de carne
Peneire a farinha em uma tigela grande ou gamela, coloque toda a manteiga e 4 colheres (sopa) de água. Misture com as mãos até obter uma massa homogênea.
Agora sove a massa bem. Umedeça os dedos com óleo e pressione a massa até ficar flexível. Se prepare, isso leva uns 10’, mas é divertido. Pronto divida a massa em partes iguais, deve dar de 7 a 8 partes. Coloque um pouco de óleo na superfície em que for trabalhar a massa (normalmente é mármore ou granito). Abra cada parte que separou com um rolo. Ela deve ficar fina. Corte quadrada ou em forma de disco, essas são quadradas. O recheio deve estar pronto e frio. Recheie e feche apertando as pontas com o dedo umidecido de óleo. Coloque óleo numa panela alta até ficar bem quente. Frite dos dois lados e coloque pra escorrer.

Os Pooris também podem ser fritos sem rechear, leva-se o recheio a mesa em separado ... é aí que entra o chutney de abacaxi apimentado, gosto marcante e preciso, bem no velho estilo indiano.

Coloque 1 abacaxi cortadinho, 1 colher (sopa de sal), 1 pimenta de cheiro picadinha, 3 colheres de sopa de azeite e 1 xícara de café de uva passa escura – coloque na panela e vá mexendo, acrescente aos poucos o açúcar – de 3 a 4 colheres e continue mexendo. Tampe a panela e abaixe o fogo, acrescente 7 bagas de cardamomo e 3 colheres de gengibre ralado. Deixe quieto cozinhando por 5 minutos. Destampe e acrescente 3 colheres de vinagre de maça, mexa e prove, se achar que precisa de mais doce, coloque. O próprio abacaxi solta muita água. Quando terminar e tudo estiver macio, retire o cardamomo e deixe esfriar completamente, depois guarde na geladeira e como com queijo creme.

Samosas de legumes com pasta de espinafre ardido.
Outra dica boa: se quiser fazer os pãezinhos com antecedência é só colocá-los no forno para aquecer antes de servir.

 Nais tuke por teres nos levado junto a vosso braço e pelas vossas mãos ao vaso de margaridas amarelas. 
Já as "rosas azuis" são uma das lendas rhoms mais bem guardadas e oferecê-las a alguém é saber que dentro do peito dessa pessoa vive o verdadeiro amor, mesmo que ela mesma por vezes não se dê conta.
Desvalessa,
Cozinha dos Vurdóns

Comentários

  1. Muito obrigado, queridas amigas! Não mereço tanta delicadeza nem tantas palavras boas! Gosto muito, muito de vocês! 5000 beijos para 5 grandes amigas únicas!

    ResponderExcluir
  2. Maravilhoso aspecto o das samosas! Conheço uma pessoa que adora... Como adivinharam?
    Uns 5 beijos para a aí, e 5 abraços apertados!
    o falcão

    ResponderExcluir
  3. Muito obrigado!!! Não mereço todos esses elogios, todas essas palavras boas! Emocionaram-me! Gosto muito de vocês, queridas amigas! 5000 beijos para 5 amigas do coração!

    ResponderExcluir
  4. Manuel,

    Emocione-se, faz bem ao coração e a alma.
    5 mil bjs

    ResponderExcluir
  5. Falcão, restanos um pouquinho de magia nesses tempos modernos rsrsrsrsrs

    bjs minha amiga, nossa amiga querida, pode come-las também tá?

    5 bjs e 5 abraços

    ResponderExcluir
  6. Sim... O Falcão acertou: adoro samosas! Bem hajam! Mais 10000 beijos!!!

    ResponderExcluir
  7. Manoel,

    MERECE, MERECE, MERECE E PRONTO.

    BJS GRANDES, DAS 5

    ResponderExcluir
  8. MANUEL,

    Viu o deu tomarmos café juntos e lermos mão...

    buona dicha - um bjs enorme

    ResponderExcluir
  9. Partilho convosco a mesma enorme admiração e amizade pelo querido amigo Manuel.
    5 beijinhos
    + 1 para o Manuel
    + 1 para a Maria João

    ResponderExcluir
  10. Isabel,

    já seremos 8 a comer samosas rsrsrsrs

    bjs

    ResponderExcluir
  11. Eu também me aponto a essa comida, evidentemente.
    Que sorte tem o Manuel Poppe de ter tão boas amigas e tão maravilhosa esposa!
    Temos que meter o dente alguma vez aos vossos manjares, se fôssemos ricos (eu pelo menos não sou), iríamos uns quantos ao Brazil jantar com vocês um dia.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. E parecem deliciosas!

    5 beijinhos

    ResponderExcluir
  13. Sastipê,queridas! Que lindos e deliciosos pasteizinhos!Dá para sentir o delicioso aroma...Linda homenagem para uma pessoa iluminada! Trebola tumen! Que Sara as abençôe sempre! Thiumidau thire ilê!

    ResponderExcluir
  14. Quando é que fazem essas samosas para eu lá ir? (com a lua, claro...melhor num dia de lua cheia!)
    beijinhos

    ResponderExcluir
  15. Maria, podemos marcar...quem sabe ano que vem, podemos ir aí ou vocês virem...

    bjs nossa Maria, das 5

    ResponderExcluir
  16. BjsIsabel - com saladas e samosas, o que acha???

    ResponderExcluir
  17. Sastipe Cezarina, acho que adoraria conhecer o Manuel e a todos. Ele escreve muito bem, a Falcão também, acho que seria uma festa inesquecível, quem sabe um dia?

    5 bjs e nais tuke por vir.

    ResponderExcluir
  18. Falcão, quando quiser, soberana Falcão, é só combinar com a lua.

    5 mil bjs cara amiga

    ResponderExcluir
  19. Mar Arável,

    Nais tukê (muito obrigada)

    Desvalessa

    ResponderExcluir
  20. Olá queridas amigas,
    Que bom ler este menú recheado de coisas boas, a começar pelo Manuel Poppe.
    Está tudo dito: o post é excelente e o manjar é magnífico.
    5 Bjs grandes. :)))))

    ResponderExcluir
  21. Ana,

    que bom que voltou e gostou do que viu, ficamos com saudade.

    Passamos pelo seu blog, vimos as fotos, mas não conseguimos postar nada, nesse e no anterior a ele. Vamos continuar tentando.

    bjs das 5

    ResponderExcluir
  22. Gostei muito :) de tudo!

    5 grandes beijinhos

    ResponderExcluir
  23. Blueangel, Que bom que gostou,
    que bom que voltou...

    5 bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Sejam todos bem vindos.

Postagens mais visitadas