sábado, 17 de agosto de 2013

CABÉN - COMIDA



Cabén – comida

O que mais se ouve por aí sobre a cultura rromani, é a referencia da dança e da música. Bem há muito mais que isso.


Tem o arroz de leite e milho, para acompanhar; bifes de pernil, feitos na chapa de ferro.









A cozinha separa bons momentos, boas conversas e amizades que se seguem para o resto da vida. Ainda permanece a cozinha de um prato só, além da carne é claro, mas apenas uma panela no fogo ainda é uma realidade e é sobre isso que vamos falar. São muitas etnias, costumes diversos, língua diferente. As expulsões constantes fizeram com as refeições fossem de acordo com a paisagem que se encontravam, com a possibilidade do alimento e com a diligencia de sustentar a todos. Daí saíram os guisados, as sopas, os ensopados e os quibebes. O pão é capítulo a parte, em sua grande maioria é mantido em quase todas as casas, tendas e afins, virou hábito onde antes era extrema necessidade e por vezes o único alimento.


Tem a torta salgada, meio crepe, feitos com alho porô, cebolas e peru defumado. Muito creme nessa massa que leva apenas recheio ... isso mesmo, tiramos a farinha de trigo. Leite, ovos e ricota. Cremosa e leve.









 A crosta fica por conta dos queijos e das alcaparras. Deu vontade de testar uma napolitana, com azeitonas pretas e a bela mozarrela de búfala, tomates, oréganos e tomilhos, além do azeite genuinamente italianos ... quem sabe em breve.









 O queridinho do dia foi o arroz encapado - com carne seca (lombo de porco) com temperos verdes, arroz e ovos. seu segredo é o preparo da carne seca na mesma frigideira em que vai se colocar o arroz logo depois. Os ovos estrelados vão cozinhar em fogo baixo, até entremear. Esse tem gosto de casa e portanto é uma especialidade.

De acordo com o caminho vinham as receitas, novas, velhas, tradicionais de cada país, de cada família e assim por diante. Bom a coisa andou, mas esse fator não mudou. Sabor forte, aroma agradável e vista bonita ainda são pré requisitos de uma boa mesa em todos os lares dessa grande rromá.

Pensando nessa aventura, a cozinha retira do baú algumas receitas muito simples e muito antigas, receitas que eram reproduzidas segundo o momento em questão. Sobras não são hábitos cultivados e isso na extensa e quase absoluta maioria de lares que conhecemos.




 e finalmente o queridinho da casa numa nova versão: bolo de tangerina com cardamomo. E é claro ... uma bela xícara de café. afinal de contas sempre acreditamos que uma boa conversa pode mudar o rumo da prosa.

Como queremos preservar alguns sabores, nos juntamos para conservar e congelar as tangerinas, morangos, feijões verdes, tomilho fresco e temperos mistos, no intervalo, a boa e velha cozinha de nossas avós.  

Amigos da cozinha, não nos esquecemos de nenhum de vocês e nos lembramos de muitos quando estávamos na frente do fogão ou sentadas a mesa. Estamos lutando, construindo novas possibilidades, estamos sonhando e realizando nossas utopias ... torçam por nós.

beijos sempre...

as cozinheiras dos vurdóns.

15 comentários:

  1. Oi gente

    Eu sou mesmo imprudente, vir aqui na hora do almoço e cheia de fome, isso é me torturar! Morri com esta panela de arroz e ovos e tudo o mais.

    Adoro este conhecimento histórico/culinário que me proporcionam!

    Torcer por vocês é prática diária, não me esqueço um só minuto de que cada muro que derrubam as fazem ver a próxima barreira. Mas, não me esqueço também de que a força está ao lado dos que acreditam, e as conquistas são o prêmio dos que não desanimam com as quedas.

    Avante na construção, as possibilidades se realizarão.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Desculpa aí Van, mas com um arroz desse, o lanche só chegou bem tarde mesmo.
      A carne de porco seca quase não tem gordura e a que fica é fácil de tirar, além de se poder fazer com nada de óleo, muitos sabores e ainda arroz.

      Vale sempre a sua força, essas conquistas são maiores que nós. Mas antes de tudo, são possíveis porque contamos com pessoas acima de suas instituições, gente que faz de verdade e que não se esconde atrás de protagonismo. Dá orgulho desses brasileiros.

      bjs amiga e continue torcendo, a cozinha não deixa o café ficar requentado.

      Excluir
  2. Sem utopias

    a vida seria um deserto
    sem gente

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for possível amá-lo a distancia...

      amamos.

      Excluir
  3. Fiquei com vontade do arros encapado! Hummmm ... mas pelo horário, vou de café com bolo de tangerina com cardamomo e sei que serei feliz!
    Beijos a todas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi um teste, com pedaços de tangerina pra valer. APROVADO MARIA. Ficou muito bom, tiramos 3/4 do leite e colocamos o suco. Cardamomo em pó é difícil, mas no ponto é o máximo.

      bjs nossos

      Excluir
  4. Sastipê!Sem sonhos e sem utopias não vivemos! são o alimento da alma.E sem essas delícias que nos dão água na boca e sentimos quase o sabor alimentamos o corpo...Maravilhosa cozinha romani,maravilhosas e encantadas receitas que vem de nossas avós,de nossas mães,tias e, de nossas tradições! Que Sara as abençoe!Abraço forte e sincero, com carinho e amizade em todas as cozinheiras! Ashen Devlesa!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida,

      Obrigada - nais tukê pelo carinho e pela amizade, vamos andando e realizando sonhos. É muito bom tê-la conosco.


      bjs muitos

      Excluir
  5. Meu pai sempre dizia que na cozinha, reúne o que tem de melhor no mundo, uma boa refeição e uma boa conversa. Adorei a panela unica para, aqui em casa sempre temos a refeição em uma unica panela e também sem sobras. Esses deliciosos alimentos me fizeram voltar ao tempo e matar a saudade.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu pai estava certo. Essa é uma excelente oportunidade de visualizarmos a comida como agente contra o racismo e a discriminação. Afinal, o mundo gira e uma boa mesa, humilde ou sofisticada nos leva sempre ao caminho do encontro.

      bjs nossos

      Excluir
  6. Coisas simples e tão boas.
    Um beijinho para todas.
    :)))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Disse uma verdade agora; a simplicidade é amiga do sabor profundo.

      bjs nossos

      Excluir
  7. Gosto de sentar nesse banquinho bem ao fundo para poder observar tudo em volta. As cores, os cheiros, os sorrisos sempre presentes. Sorrio.
    Estou presente, pensando muitas vezes em vocês, como estão?
    Muito tenho aprendido com vocês e muito mais quero aprender.
    7 beijos brilhantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Querida, é sempre bom vê-la por cá. Seu banquinho é único.

      Estamos correndo, no desdobramento do evento que ouve em maio. Estamos andando, as vezes meio cansadas, as vezes desiludidas, mas sobretudo continuamos sonhando e caminhando. Vamos chegar lá, precisamos aprender com as situações e avançar.

      Sei que está perto, as orquídeas te denunciam.

      bjs meus e nossos

      Excluir

Sejam todos bem vindos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SOU CIGANO - Bruno Gonçalves