segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

CAÇOLET DA MAYLÊ NA COZINHA ITINERANTE





CAÇOLET DA MAYLÊ NA COZINHA ITINERANTE


 Toulouse

Tanto na França quanto no Brasil, o Cassoulet é simplesmente um dos pratos mais apreciados por quem gosta de boa mesa com jeitinho de história. Comida simples que encanta pela simplicidade e paladar.

Bom, arriscamos...numa rápida passagem no ano passado pela França, decidimos provar e fazer esse prato maravilhoso. Aqui repetimos a dose, num estilo totalmente nosso. Deu certo, então, aí vai.

A diferença básica é que por lá usamos linguiça de pato e aqui usamos porco defumado e calabresa.

Feijão branco/Seco, sal especial (por lá, flor de sal, comprado no mercado de Paris, logo que desembarcamos e aqui usamos a flor de sal que aprendemos a fazer a algum tempo e leva limão siciliano e gengibre). Cebola, alho e azeite, farinha para dourar, nos dois usamos alho porô.

 Cozinha sede - Brasil
O caçolet (como preferimos chamar) é um prato típico camponês e só isso já nos chama a atenção, na região de Languedoc-Roussillon. O prato ou iguaria divina nasceu provavelmente entre 1.300 e 1.400 DC, fazendo parte da Guerra dos Cem Anos. Feito numa panela só. 

Tudo muito parecido com os cozidos que desde sempre são apreciados por várias etnias romanis.

 Cozinha dos Vurdóns.

14 comentários:

  1. Adoro Cozido.
    Aliás, o mal está em gostar de tudo... Doces, salgados...
    Comer, é sem dúvida, um dos prazeres da vida!!

    Costuma-se dizer que quem não serve para comer também não serve para trabalhar...

    Um beijinho e continuação de bons cozinhados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cláudia, gostei do ditado, sabe que funciona! Por aqui de barriga vazia ninguem trabalha.

      bjs e que assim seja, um 2013 cheio de bons livros e bons manjares

      Excluir
  2. Parabéns pela receita! Como sempre divinamente gostosa! Mil beijos perfumados de brisas de verão ! Ando Sara! Devlesa!

    ResponderExcluir
  3. Vim até à cozinha a ver o que havia hoje por aqui, é uma visita de prazer que sempre aporta benefícios. Tinha os feijões muito esquecidos, amanhã vou fazer desta maneira, tão simples, apetecível e saudável!
    Beijos grandes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Preferimos com carne de porco, já um sabor mais agradável que o de pato. Mas essa receitinha fica divina, daquelas que aquece a alma.

      bjs muitos

      Excluir
  4. É uma das coisas de que mais gosto: feijãããoooo! ADORO!
    Este vosso "caçolet" parece-me ma-ra-vi-lho-so! Vou tentar fazer...
    Beijos sempre com toda a amizade!
    o falcão amigo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. És realmente amiga da Lú, não vive sem um feijão. E ficou bom mesmo.
      Refogue tudo e coloque o feijão (que ficou de molho por duas horas)

      bjs muitos e muitos feijões pra vcs em 2013

      Excluir
  5. Um caçolet que apetece logo "devorar".
    7 beijinhos brilhantes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens razão, obrigada pelo carinho.

      sente-se e sirva um pratinho, aqui a cozinha é nossa.

      bjs

      Excluir
  6. Gosto muito de feijão. Gostei desta receita. No dia 27 de janeiro vou lembrar para que nunca mais aconteça o genocídio e o racismo.
    Beijinhos para todas. :))))))))

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gostamos também Ana, eis um alimento bom para o corpo e um amargo para a alma. É preciso não esquecer.

      bjs nossos

      Excluir

Sejam todos bem vindos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SOU CIGANO - Bruno Gonçalves