sexta-feira, 4 de janeiro de 2013

PORRAJMOS - EM JANEIRO RECORDAMOS


Eles pisaram no violino do cigano
  Pisaram no violino do cigano e nem existem quaisquer restos de cinzas do cigano. O fogo da fumaça subia para o céu.
Levaram os ciganos depois de terem rasgado os filhos das mães, as mulheres dos que os homens, tiraram os ciganos.
Jasenovac está cheio de ciganos amarrados por pilares de cimento, por pesadas correntes em suas mãos e pés até os joelhos na lama.
No Jasenovac subsistem os ossos para contar, os acontecimentos desumanos , e o amanhecer pacífico quebrou , o sol aqueceu os ciganos.


 
"Era uma vez havia um rei maldito que queria que todos os Rom desaparecessem, porque parecia diferente deles e de seus familiares, porque eles falaram uma língua que ele não entendia, e isso o enfureceu. No entanto, para exterminar todos os inocentes neste dia e idade moderna não é uma coisa agradável. Então o rei decidiu fazer os Rom criminosos . Para exterminar criminosos é outra coisa ... Nome do rei era Hitler -Tuka ... "
 
Não há documentos, escritos ou livros em tradição Rom, tudo é transmitida de boca em boca. Também a memória do "Porrajmos" 1, o holocausto cigano que de ¬ ¬ 40 a 45 levou mais de 500 mil vítimas, é diluída e diluída para baixo em poemas e baladas como estes Mesmo se o extermínio nazista dos deficientes e homossexuais só agora subido à dignidade histórica, o mesmo não pode ser dito do abate dos ciganos.

  Entre os papéis de Nuremberg, um único parágrafo é dedicado ao genocídio dos Rom e dos Sinti 2, embora os ciganos, não menos do que as pessoas com deficiência, foram as cobaias designadas da loucura nazista.

1 Em linguagem Rom, destruição, catástrofe, desastre. Um termo muito mais explosiva do que a mais solene e sentimental "Holocausto", um equivalente semântico só pode ser encontrada no hebraico "Shoah".

2 Estes são os dois grandes grupos nômades étnicos derivados de ancestrais dos Balcãs, mais de origem indo-européia. Seus nomes derivam, sobretudo, de diferenças linguísticas. A linguagem do Rom é uma língua românica, enquanto o nome e a língua do Sinti derivam da religião Sind, uma fé muito antiga panteísta praticada sobretudo na Índia. Desde o século XI, sob pressão do avanço dos hunos brancos, Rom e Sinti deixaram a península balcânica e gradualmente espalharam pela Europa, em países do Mediterrâneo, e depois também para a América. segretariatosociale.rai.it

E começamos o ano com a certeza de que em todos os 365 dias que virão, a loucura,a aberração, a doença do preconceito e do racismo deve ser combatida. Tudo custou muito caro e ainda custa. Muitas famílias foram despedaçadas, mitos não reconhecem suas origens, muitos ainda são estranhos a sua realidade. A ganancia e a ambição acima das crianças e dos velhos, o massacre do início da vida e da herança de um povo.
Esse não é um caminho difícil de seguir novamente, mas  para nós, deve ser impossível de se repetir.
Existem muitas formas de escravidão, de massacre e de extermínio, um deles é o esquecimento e o empobrecimento da cultura.



Em 2013
lutamos por um mundo
que entenda as diferenças.

Cozinha dos Vurdóns


 

16 comentários:

  1. O passado: horrível e sofrida lembrança...O presente: uma luta constante pela igualdade de direitos...O futuro: a esperança de dias melhores para o povo Rhom!Que Sara nos dê coragem e energia para continuar!Por ela e com ela sempre!Devlesa!Beijos mil!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A luta contra o preconceito deve ser diária e sem tréguas querida amiga e será. Os Rom precisam e são os protagonistas da sua própria vitória.


      bjs nossos, num janeiro dedicado a recordar, sempre.

      Excluir
  2. Oi gente

    E vai entender, o mundo irá entender, pois, não há luta justa que seja em vão, um dia as vitórias acontecem.

    Mil beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela força Van, assim será, um dia, cada dia de uma vez, até a hora de ser realmente primavera, para os rom.

      bjs nossos

      Excluir
  3. Saúde
    para dar

    mais força à indignação

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em boa hora e se faz preciso, sastipên da alma, pois o corpo um dia será cinza.

      bjs

      Excluir
  4. Vivemos encima da dor e sofrimento de milhões de seres humanos. Temos que esperar que descansem em paz e não esquecê-los nunca, lutando para que chegue realmente uma primavera, que será ao mesmo tempo para os Rom e para todos os indefensos do mundo inteiro.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisamos acreditar nas primaveras, caso contrário a vida seria em tons de cinza.

      bjs amiga, com imenso carinho.

      Excluir
  5. Como o tempo passa. E mais um ano se foi! Mas esquecer, nunca! Talvez seja a única maneira de evitar que volte a acontecer!
    Estou convosco sempre, amigas! / beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois acho que é amiga, deixando a lembrança viva, afastando o esquecimento.
      Precisamos tentar.

      bjs nossos

      Excluir
  6. Somos todos iguais nas nossas diferenças!

    Beijinhos amigos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Essa é uma das frases mais bonitas que tenho ouvido.

      bjs nossos

      Excluir
  7. A luta continua, sempre.
    Esquecer, nunca!
    7 beijos minhas belas princesas estrelares!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Isso Carlota, continuidade, avançar, não podemos regredir.

      bjs nossos

      Excluir
  8. Nunca é demais recordá-lo, amigas; sob pena de as actuais circunstâncias recriarem as condições para o aparecimento de novos ditadores e novas perseguições.

    Um forte abraço com os votos de que o vosso contributo se expanda e se concretize em ações construtoras de um mundo cada vez melhor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois são essas atuais condições que nos preocupa, anda muito complicado e muito escondido.
      Mas vamos lutando e reforçando as nossas convicções.

      bjs nossos

      Excluir

Sejam todos bem vindos.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

SOU CIGANO - Bruno Gonçalves