NAIS TUKÊ

MUITO OBRIGADA


E marcaram seus caminhos com rosas.
As vezes chegamos a crer que alterar a voz não adianta,
que um simples gesto não muda um dia,
que um sorriso não constroi uma ponte
e que o mundo se esvai em palavras.

Alguns duvidam dos dias,
nebulosas que se apresentam,
no semblante que se fecha e nos olhos que se esvaem em lágrimas.
E perecem um dia antes do sol nascer.

Alguns duvidam da noite,
e se fecham com lampadas de neon
a espera do próximo filme,
sempre de ficção.
E morrem antes da lua despontar.

E deixam de plantar as roseiras,
de aquecer a cera,
de moldar as velas e ascendê-las com o fogo,
queimando as dores e preparando a terra.

Não existem heróis, existem guerras.
Guerras que se sustentam em misérias,
e que rasgam a carne e a alma.
Os heróis são devorados pelo medo e pela terra,
pelo sangue e pela vida que lhe é roubada.
Numa guerra não existem heróis.

Aos que plantam suas roseiras,
nos tempos de adversidade,
constroem pontes onde antes existiam abismos,
puxam o sol acima da linha do horizonte,
e sustentam a lua com as mãos.
Recolhem sorrisos e colam no céu,
plantam palavras e colhem flores.
Cultivam a abelha e fabricam as velas.

Nais tukê a todos os que plantaram roseiras e colheram flores
nesse janeiro de lembranças nebulosas,
pois acenderam as velas com o corpo e com a alma.
Com certeza iluminaram o céu.


E marcaram seus caminhos com rosas...

Ando Sara,
a nossa esperança reside em plantar roseiras.
Cozinha dos Vurdóns

Comentários

  1. Sastipê!

    "Aos que plantam suas roseiras,
    nos tempos de adversidade,
    constroem pontes onde antes existiam abismos,
    puxam o sol acima da linha do horizonte,
    e sustentam a lua com as mãos."

    Todas as palavras já foram ditas...Ando Sara!
    Beijos enluarados!

    ResponderExcluir
  2. Queridas amigas,

    É importante que se comece a pensar mais com o coração. Que se abandone a ganância, e que se olhe para o outro como um igual.
    Que se aprenda o significado do verbo partilhar. e que se espalhem sorrisos.
    Se cada um der um pouco de si,o mundo será muito melhor.
    Não se pode desistir e temos que fazer com que a nossa voz faça eco.
    De sorriso em sorriso, de rosa em rosa, de conquista em conquista.
    Perseverança é a palavra de ordem.

    Beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tens razão Cláudia, perseverar, manter a esperança.

      bjs de todas nós

      Excluir
  3. Eu é que digo "Nais Tukê" por existirem, por as barreiras invisíveis estarem a ser derrubadas. Quanto da nossa alma sofre em silêncio?
    Amar as estrelas, adorar as estrelas e saber que elas mesmo nas noites mais obscuras, "olham" por nós.
    7 beijos brilhantes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devlesa querida Carlota, é muito bom ver essas barreiras se despencando.

      bjs e continue acreditando nas estrelas, elas existem.

      bjs nossos

      Excluir
  4. Belíssimo, belíssimo!
    Também eu assim acredito: não se colhe sem plantar, sendo isto tão verdadeiro para os frutos da terra, quanto para os frutos do espírito.
    Bem-hajam, Cozinheiras!
    Beijinho e votos de um excelente resto de domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pra colher precisa plantar, plantemos.

      bjs e bem-hajam

      Excluir
  5. Muito bonito.
    Quem não olha um pouco ao seu redor, não vive, pensa que vive.
    7 beijinhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Parece que estamos sempre entrando na mesma hora Isabel. Nais tukê por olhar em volta.

      bjs nossos

      Excluir
  6. Nais tukê a todos os que plantam as roseiras do amor e da esperança!

    ResponderExcluir
  7. Como o agradecer se torna imperativo. Os heróis anônimos dessa guerra brutal, os verdadeiros heróis, que descansem em paz, sobre o nosso respeito, sobre o respeito dos homens de bens.

    bjos para todas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Zerafim, agradecer é uma das virtudes esquecidas e de fato é uma das mais importantes. Por isso, gestena querida amiga, por sempre estar perto, atenta e carinhosamente dividindo esse imperativo: o de não esquecer.

      bjs de todas nós

      Excluir
  8. É preciso ensinar as crianças

    a plantar árvores

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. È o que estamos tentando fazer, e as crianças grandes também.

      bjs de todas nós

      Excluir

Postar um comentário

Sejam todos bem vindos.

Postagens mais visitadas